Setor Imobiliário aguentou melhor o impacto da pandemia mas com resultados diferentes nos vários segmentos

Setor Imobiliário aguentou melhor o impacto da pandemia mas com resultados diferentes nos vários segmentos

Neste artigo da Vida Económica, e segundo a opinião de um conjunto de profissionais do mercado imobiliário do qual fez parte José Rui Meneses e Castro, Administrador e Cofundador da MAP Engenharia, 2020 foi um ano atípico para a economia e um período exigente para as empresas. Ainda assim, o setor imobiliário apresentou alguma resiliência, com crescimento em alguns dos segmentos como a habitação, embora outros tenham sido penalizados como por exemplo o segmento da hotelaria e do alojamento local.

Segundo José Rui Meneses e Castro, “2020, como ano atípico que foi, podemos caraterizá-lo como um ano extremamente exigente para as empresas. Foi um ano em que foi necessário ter muita coragem para manter o ‘pé no acelerador’, com a incerteza que se viveu. Na MAP, mantivemos o investimento e com as dificuldades inerentes de sub-rendimento conseguimos cumprir as obrigações que tínhamos junto dos nossos clientes e assumir novos contratos, transmitindo confiança aos investidores.”

José Rui Meneses e Castro destaca também que “foi ainda um grande desafio a gestão de todos os recursos humanos e manter as equipas focadas e motivadas, com todas as alterações repentinas a este novo mundo e nova forma de trabalhar.”

Para ler o artigo completo, clique aqui